NAUTIC-SKI, O REGRESSO DE UMA LENDA

Atualizado: Mar 5



Na colecção da Manufactura Lip figura um dos relógios de mergulho mais famosos e reconhecidos da relojoaria europeia e, em particular, da Francesa. Produzido a partir de 1967, o Nautic-Ski foi o primeiro relógio francês com 200 metros de resistência à água.

Disponível finalmente em Portugal através da nossa loja, vamos então conhecer um pouco da história deste ícone da relojoaria.



A corrida pela linha da frente

na década de 50


A década de 1950 viu uma verdadeira corrida pela inovação entre os principais fabricantes do mundo. As manufacturas suíças concentravam então o seu trabalho no aperfeiçoamento dos seus calibres automáticos, enquanto que do outro lado do Atlântico, nos EUA, os fabricantes locais estão cada vez mais concentrados mais na criação de um calibre eléctrico. Bulova e Elgin são os primeiros na corrida. Do lado francês, a Manufactrura Lip não fica para trás e acompanha as poderosas casas americanas. Assim, sob a liderança do seu director Fred Lipmann e em associação com a fabricante americana Elgin, é apresentado em Paris, em 19 de março de 1952, o primeiro relógio de pulso elétrico do mundo. No entanto, este modelo ainda não é comercializável e a Lip continua seu trabalho, mas desta vez com engenheiros internos. É em 1958 que o famoso movimento electromecânico R27 (na foto) será revelado. Com esta inovação, a Lip cria um gigantesco impacto e justifica o seu lugar na linha da frente da relojoaria mundial para surpresa dos fabricantes suíços que na época ficaram a questionar "como pode um francês ser mais rápido do que nós?"


A criação de um relógio completo, fiável e inovador


A partir de então, a notoriedade dos relógios LIP continuou a crescer e a empresa de Besançon tinha então 1770 funcionários e produzia cerca de 300 mil relógios por ano no início dos anos 60. Aproveitando o seu sucesso, Fred Lipmann não pretendia parar por aí e começou a desenvolver o primeiro relógio francês com 200 metros de resistência à água para o centenário da marca que seria celebrado em 1967. Duas versões foram desenvolvidas: o mecânico de corda manual LIP Nautic (movimento R017) em 1966 e posteriormente o automático (movimento R153) em 1967. O Nautic-Ski, tal como o conhecemos hoje, foi produzido em 1967 mas só foi lançado ano depois, durante os Jogos Olímpicos de Inverno em Grenoble, onde a Lip e a Omega compartilharam a cronometragem das várias modalidades. Diferia dos seus antecessores pela menção 'Ski', uma homenagem de Fred Lipmann à sua filha Muriel, membro da equipe feminina francesa de esqui alpino e também por possuir um movimento electromecânico, o R148, sucessor do R27. A presença de um movimento electrónico no seu interior era indicada pelo símbolo de um relâmpago no mostrador e pela palavra 'Electronic' por baixo do nome do modelo. O calibre R148 foi um dos principais factores do imenso sucesso do Nautic-Ski: barato e muito fiável, permitiu à Lip renovar a sua imagem ao oferecer um relógio à prova de água, de imensa precisão e a um preço bastante acessível.



Nautic-Ski: mais do que um relógio, um mito

A caixa 'Super Compressor' associada ao calibre Lip R148 tornou o Nautic-Ski extremamente confiável tanto fora como debaixo de água. O seu mostrador com índices revestidos de trítio garantiam luminescência perfeita no escuro assim como seus grandes ponteiros revestidos com o mesmo material dos índices ofereciam óptima legibilidade em todas as condições. O design do Nautic-Ski tornou-o um ferramenta de medir o tempo perfeitamente legítima, que nada devia aos mais caros relógios de mergulho. Foi usado por muito tempo pelo famoso velejador Eric Tabarly (na foto) e também pela equipe do navio Calypso nas expedições subaquáticas do Comandante Jacques Cousteau. É difícil encontrar meios mais exigentes! O Nautic-Ski é hoje um dos relógios franceses dos anos 60 mais procurados pelos coleccionadores e, hoje em dia, a actual versão com o calibre automático de base Miyota mas montado, decorado e afinado em Besançon, continua a ser uma das peças mais famosas ​​e procuradas da colecção da Manufactura Lip. Como Fred Lip disse tão acertadamente: "Nada se faz bem sem paixão".





9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo